Uma travessia para a vida

Há onze anos, eu tinha acabado de ter o meu filho, o Jorge, tinha uma pizzaria recém-inaugurada, indo de vento em popa. Fumava um cigarro atrás do outro, ficava acordado de madrugada e dormia pela manhã. Achava que tinha sete vidas, como um gato. De repente, meu coração deu sinais de que não agüentaria a vida sedentária e nem um pouco saudável. Tenho amigos que passaram pelo mesmo problema e, em vez de reagir, se entregaram, aceitaram o grito de socorro do coração como uma mensagem de que estavam velhos. Eu, não! Como num filme, revi minha vida até onde a memória consciente alcançou e decidi mudar radicalmente meu estilo de vida. Se não fizesse isso, certamente não teria mais vida para mudar. Larguei tudo aquilo que me fazia mal, começando pelo cigarro, e retomei o esporte da minha adolescência, a natação, até porque me sobravam poucas alternativas. Tenho problema na articulação do joelho, que me dificulta a prática de outros esportes.

Hoje, 30 quilos mais magro e visilvelmente mais saudável, me sinto mais jovem do que há dez anos atrás. E pronto para atingir o ponto mais alto da natação, que é o Canal da Mancha. Tenho nadado todos os dias de manhã e à tarde, tenho acompanhamento de nutricionista e de médicos. Mas a força maior para cruzar o Canal não vem desses profissionais, por melhor que eles sejam, e os que me assistem são muito competentes. A energia vem de dentro. Quando nadamos longos percursos, nos sentimos sós. O técnico e a equipe de apoio seguem num barco próximo, mas você não conversa com ninguém. A natação de longa distância é um mergulho em direção aos lugares mais escondidos da nossa alma. Enquanto damos as braçadas, conversamos conosco mesmos. Tem gente que não agüenta e desiste. Felizmente, aprecio esses momentos de solidão. E sei que saio das águas melhor do que entrei e fico feliz quando sei que melhorei o meu tempo. Não importa o tempo que os outros fizeram. Na natação, como na vida, o adversário mais duro está dentro de você. É esse adversário que você tem que vencer.

Nota do blog

Esta é parte da coluna escrita por Paulo Maia em 14 de maio de 2007. Em 22 de setembro ele consegui realizar o seu desejo e completou a travessia do Canal da Mancha. Ele completou a travessia de 32 km em 13h49min, que para min é um feito inacreditável.

Veja a sua descrição do esforço que é para realizar esta façanha: “Nas primeiras cinco horas, você se pergunta o que está fazendo ali. Da quinta à décima hora, você fica deprimido e sentindo cada pontada de dor. Daí por diante, você está entregue.”…”…até o final foi uma agonia, porque as dores nos ombros eram terríveis e as correntes, cada vez mais fortes.”

Porém não é isto que me fez colocar este post no blog mas a sua luta para mudar os seus hábitos e estilo de vida. Muitas vezes temos que nos deparar com situações complicadas em nossas vidas para nos fazer refletir e mudar, com Maia não foi diferente.

Aos 40 anos ele sofreu um enfarte e isto o fez repensar a sua vida por completo. Tenho certeza que não foi fácil, pois mudar o seu estilo de vida que era de uma pessoa sedentária desde os 20 anos e fumante de dois maços de cigarro por dia, não acredito que foi de um dia para outro.

Para finalizar deixo a resposta que Paulo Maia deu em uma entrevista explicando o porque de se submeter a este desafio.

“…certa noite, ao me entrevistar, a jornalista Mônica Bérgamo me perguntou: por que, aos 50 anos, você quer fazer essa travessia? Não seria melhor ficar tranqüilo, no seu canto, cuidando dos seus negócios?…eu quero mostrar que a vida não começa aos 40, como se dizia, mas aos 50, aos 60, aos 70. A vida começa todos os dias, não importa a idade. Quando nasce o sol, lá estamos nós, com essa carcaça que carregaremos até não sei quando, sendo convidados a fazer novos planos, a costurar idéias, a nos impor desafios. Isto é dizer ao mundo: tenho 50 anos e estou mais vivo do que ontem. Com licença, eu vou à luta. E que luta é essa? É a luta para superar seus limites. Dá uma satisfação danada viver nessa perspectiva.”

E você, esta esperando o que para mudar o seu estilo de vida? Um enfarte?

Fonte: Morumbi.Net

Anúncios

12 Responses to “Uma travessia para a vida”


  1. 1 Rodrigo Piva setembro 25, 2008 às 6:39 pm

    Ótimo artigo!
    A gente sempre adia tudo para depois, depois de um enfarte, depois de um outro baque que seja. Parece que temos sempre que aprender da forma mais difícil. Precisamos mudar essa cultura e o Paulo Maia é um grande exemplo pra isso.
    Abração

  2. 2 JEssonalva figueirôa setembro 27, 2008 às 8:25 pm

    Estar sozinho cosigo mesmo e não ter medo de crescer enquanto sofre é ter maturidade,uma maturidade que muitos desprezam, por exigir demais de sí mesmo.Afinal,aquilo que exige menos erforço costuma ser mais atraente.

  3. 3 Isaias Malta outubro 3, 2008 às 11:52 am

    Fiz uma opção fundamental aos trinta, abandonei a cidade grande porque lá, apesar das inúmeras oportunidades, é o lugar onde todos mais cedo ou mais tarde vão se ferrar. E o melhor, fiz isto antes que acontecesse o primeiro ataque cardíaco.

  4. 4 Ronaldo outubro 3, 2008 às 4:22 pm

    Acredite se quiser, mas esse post me inspirou de verdade, vou começar a mudança agora!

  5. 5 Geraldo outubro 4, 2008 às 1:00 pm

    Carinha, você virou um exemplo para mim exemplo. Obrigado.

  6. 6 Selma dezembro 10, 2008 às 12:54 pm

    Coloquei assim no site de busca:O q fazer para melhorar minha qualidade de vida depois dos 50anos?…Estarei fazendo cinquenta em 2009 e já estou começando a sentir o peso da idade,q vergonha!
    Depois de ler esse depoimento e outro e de ter comprado O livro do Nuno Cobra,A semente da Vitoria!,vou levantar meu “bundão” desse computador e me mexer.Obrigada e parabéns pela força e superação!

  7. 7 simone malvesi junho 21, 2009 às 11:14 pm

    Conhecer o Paulo para mim foi muito importante,é meio irriquieto,acorda super cedo,tem sonhos como qualquer outro ariano,tem um estilo de vida estressante mas sabe como lidar com tudo isso,só que amou e ama(será)a peesoa errada,pois tem um coração enorme,um jeito de menino carente,sorridente e acima de tudo precupado com a vida,que quer vive-la intensamente.Beijos Paulo por tudo e pela amizade que vc deu a oportunidade de tê-la
    Abraços e carinhos
    Saudade de sua amiga professora mestre
    Simone


  1. 1 Homem perde 73 kg em 6 meses com dieta da cebola e alho!!! « Blog da Dieta Trackback em fevereiro 6, 2009 às 1:09 pm
  2. 2 Minha dieta - As 3 primeiras semanas « Blog da Dieta Trackback em março 3, 2009 às 7:00 pm
  3. 3 Perder peso - Conheça a história de David Smith que perdeu 186 kg. « Blog da Dieta Trackback em março 17, 2009 às 11:15 am
  4. 4 Mãe gasta mais de 30.000 reais para se parecer mais como a… FILHA!!! « Blog da Dieta Trackback em maio 12, 2009 às 3:14 pm
  5. 5 As 12 principais causas de mortes evitáveis nos Estados Unidos. E você faz parte destes grupos? « Blog da Dieta Trackback em junho 30, 2009 às 9:27 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Vote no Blog clicando
no banner do topblog
Parceiros

Ajude a Divulgar
o Blog da Dieta

Blog da Dieta

Pegue o código
do banner
<a href="http://blogdadieta.com.br"
target="_blank"><img src="http://i491.
photobucket.com/albums/rr279
/alexmcosta/dieta-banner-120.jpg"
border="0" alt="Blog da Dieta"></a>
Ou se você preferir
pegue o código do link
<a href="http://blogdadieta.com.br"
target="_blank">Blog da Dieta</a>
Interessado em parcerias?
Clique aqui

Me Acompanhe no Twitter @alexmcosta

setembro 2008
S T Q Q S S D
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
Grupos do Google
Blog da Dieta
Visitar este grupo
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: