Posts Tagged 'gorduras'

Ninguém engorda por excesso de caloria

Imagem SXC

ovo-frito

“Ninguém engorda por excesso de caloria. Se fosse assim não teriam pessoas que se entopem de comer porcarias e não engordam. A gente engorda por um desequilíbrio hormonal”.

A afirmação acima é do estudioso sobre alimentação Leandro Zanutto, que há dez anos pesquisa engenharia biomédica para investigar as respostas orgânicas que os alimentos provocam.

As velhas dietas que levam em consideração os valores calóricos dos alimentos são “vazias”, na opinião de Zanutto. “Tudo no seu corpo funciona de acordo com os hormônios. Eles são a chave para o funcionamento do organismo. Então, se eles estiverem desequilibrados, todo o resto vai estar também”, explica.

Outra frase interessante de Zanutto: “Sou contra o consumo de leite. O ser humano não foi feito para tomar leite, ainda mais de outra espécie. Nem o bezerro toma leite da própria mãe depois que cresce. São mais do que conhecidos os efeitos alérgicos do leite”.

Segundo o pesquisador, apesar de o leite ser uma boa fonte de cálcio, ele deve ser ingerido através de outras fontes de alimento como por exemplo: amêndoas, brócolis, couve-manteiga, castanha do pára. Zanutto sugere que o leite deve ser consumido apenas fermentado, na forma de iogurte ou queijos bem curados. De acordo com o Ministério da Saúde 56% da população consome leite integral, que contém um alto teor de gordura.

O pesquisador também critica a pirâmide alimentar sugerida pelo Ministério da Saúde que é formada por 70% de carboidratos e 30% de proteínas. “A alimentação do brasileiro é riquíssima em carboidrato, a cesta básica inclui uma latinha de atum que não dá nem para o consumo diário de proteína para uma pessoa. E entre carboidrato, proteína e gordura, o carboidrato é o que a pessoa menos precisa em termos nutricionais. Não em termos energéticos, em termos nutricionais”, explica Zannuto.

Zanutto ressalta que a alimentação deve ser voltada para o equilíbrio hormonal. Para isso, é necessário adotar uma dieta em que as proporções de carboidratos, proteínas e gorduras sejam mais equilibradas, e lembrar que frutas e hortaliças também são carboidratos.

Para ele, a diminuição na ingestão de carnes com gordura, observada pelo ministério por meio da pesquisa Vigitel, feita em todas as capitais com pessoas adultas, não é um fator que vá necessariamente ajudar na queda da obesidade – doença que já atinge 13% da população. “A queda no consumo de carnes gordurosas pode ser considerado um avanço sim, porque essa gordura não vai trazer benefícios diretos para o organismo, e esse consumo excessivo pode ser prejudicial porque a gordura poderá colar no interior das artérias. Mas não é de todo ruim o consumo de gorduras com as carnes, porque alguns tipos de gorduras estimulam a sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa coma menos”, explica Zanutto.

O pesquisador ressalta ainda que o consumo de gordura não está diretamente ligado à obesidade. “Acharam um vilão para a obesidade e tentam associar isso à gordura, sendo que comer gordura não te faz mais gordo, não necessariamente vai aumentar seu colesterol. O consumo de carboidrato com toda certeza está mais relacionado ao excesso de peso e obesidade”.

Para finalizar, Zanutto também critica a comum substituição do açúcar pelo adoçante. Segundo ele, nenhum dos dois faz bem, mas o aspartame – uma das substâncias que dá o efeito adocicado na maior parte dos adoçantes – é muito mais prejudicial à saúde. Assim, segundo o pesquisador, o ideal é que as pessoas deixem de usar os dois e passem a consumir os alimentos naturalmente doces, como as frutas. “A maioria das frutas já é adoçada naturalmente, mas o paladar já está tão viciado pelo açúcar dos produtos industrializados que as pessoas não sentem o gosto”.

Fonte: O DIA <online>

Gostou deste post? Leia também:

Gorduras também combatem a obesidade – [ômega-3 e ômega-6]

Os prós e os contras da carne vermelha

Dieta dissociada

Dieta do tipo genético

Proteína para os seus músculos

Chá vermelho, o poderoso da família Camellia Sinensis

O poder das frutas antioxidantes

Conheça 5 alimentos que ajudam na queima de gordura corporal de forma natural

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed

Ou receba o nosso Feed por Email

Anúncios

Gorduras também combatem a obesidade – [ômega-3 e ômega-6]

Imagem SXC

salmao

Embora a maioria das pessoas acredite que para conseguir combater a obesidade ou até mesmo perder alguns quilos o correto é eliminar totalmente a gordura da alimentação, porém isso não é verdade. Alguns tipos de gordura como, os ácidos graxos ômega-3 e ômega-6, são essenciais para a nossa saúde e ainda estimulam vários processos diferentes na luta contra a obesidade.

Esses ácidos colaboram na queima de gorduras ingeridas, melhoram o controle do nível de açúcar no organismo e a capacidade de transportar a glicose do sangue para as células e influenciam importantes alterações genéticas anti-obesidade, entre outras benfeitorias.

Os ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 podem ser encontrados em nozes, sementes de linhaça e abóbora, peixes gordurosos como o salmão, mariscos, algas marinhas e em verduras de folhas vedes.

Assim como todos os alimentos, esses ácidos também devem ser ingeridos com moderação, pois, se consumidos em excesso (ômega 6) podem fazer mal e rebaixar o nível de HDL (colesterol bom) e o retardar a coagulação sanguínea.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Gostou deste post? Leia também:

Os prós e os contras da carne vermelha

Dieta dissociada

Dieta do tipo genético

Proteína para os seus músculos

Chá vermelho, o poderoso da família Camellia Sinensis

O poder das frutas antioxidantes

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed

Ou receba o nosso Feed por Email

A pirâmide alimentar

popup_piramide

minimize-me-banner1

A pirâmide alimentar nada mais é do que um guia de alimentação gráfico do que as suas refeições diárias devem conter. Os guias alimentares foram concebidos na década de 70.

O formato de pirâmide foi concebido pelo departamento de agricultura dos EUA em 1992. Devemos entender que diferentes culturas tem hábitos alimentares diferentes, por exemplo a comida japonesa onde é composta por muitos peixes é totalmente diferente da cultura alimentar do gaúcho onde a carne vermelha é predominante.

Por estas diferenças é que um grupo de pesquisadores da USP adaptaram a pirâmide alimentar americana para os hábitos alimentares brasileiros. Uma das mudanças foram no número de grupos, na americana encontramos 6, enquanto na brasileira existem 8. Os grupos criados foram os grupos das leguminosas e outro foi criado através da separação dos açucares do grupo dos óleos.

Para uma melhor visualização aqui vai uma tabela dos grupos alimentares com o número de porções diárias e com o valor calórico de cada porção:

Grupo Alimentar

Porções diárias

Valor calórico de uma porção (calorias)

Cereais, pães, tubérculos, raízes

5 a 9

150

Hortaliças

4 a 5

15

Frutas

3 a 5

35

Leite e derivados

3

120

Carnes e ovos

1 a 2

190

Leguminosas

1

55

Óleos e gorduras

1 a 2

73

Açúcares e doces

1 a 2

110

Aqui vai uma outra tabela com os principais alimentos de cada grupo junto com a quantidade que representa cada porção:

Grupo dos cereais, pães, tubérculos, raízes
Alimento Quantidade
Arroz cozido (branco ou integral) 4 colheres (sopa)
Batata cozida 1 1/2 unidade
Bolacha água e sal ou ao leite 5 unidades
Bolacha tipo maisena 5 unidades
Bolacha tipo maisena 7 unidades
Bolacha recheada 2 unidades
Bolacha waffer 3 unidades
Cereal matinal sucrilhos 1 xícara (chá)
Macarrão cozido 3 1/2 colheres (sopa)
Mandioca cozida 3 colheres (sopa)
Pão de forma 2 fatias
Pão francês 1 unidade
Purê de batata 2 colheres de servir
Torrada 4 unidades
Grupo das hortaliças
Alimento Quantidade
Abobrinha cozida 3 colheres (sopa)
Acelga crua picada 9 colheres (sopa)
Agrião 22 ramos
Alface 15 folhas
Berinjela cozida 2 colheres (sopa)
Beterraba 2 colheres (sopa)
Brócolis cozido 4 1/2 colheres (sopa)
Cenoura crua 4 colheres (sopa)
Chuchu cozido 2 1/2 colheres (sopa)
Couve-flor cozida 3 ramos
Couve manteiga cozida 1 colher de servir
Pepino picado 4 colheres (sopa)
Pimentão cru picado 3 colheres (sopa)
Repolho cozido 5 colheres (sopa)
Tomate 4 fatias
Vagem 2 colheres (sopa)
Grupo das frutas
Alimento Quantidade
Abacaxi ½ fatia
Ameixa vermelha 2 unidades
Banana prata 1/2 unidade
Damasco seco 9 unidades
Goiaba 1/4 unidade
Laranja pêra 1 unidade
Maçã 1/2 unidade
Mamão papaya 1/3 unidade
Manga bordon 1/2 unidade
Melancia e melão 1 fatia
Pêra 1/2 unidade
Pêssego 3/4 unidade
va comum 11 bagos
Grupo do leite e derivados
Alimento Quantidade
Cream cheese 2 1/2 colheres (sopa)
Iogurte integral natural 1 copo
Leite em pó integral 2 colheres (sopa)
Leite semi desnatado 1 copo (requeijão)
Queijo de minas 1 1/2 fatia
Queijo mussarela 3 fatias
Queijo parmesão ralado 3 colheres (sopa)
Queijo petit suisse 2 potes
Queijo prato 2 fatias
Requeijão 1 1/2 colher (sopa)
Ricota 2 fatias
Grupo das carnes e ovos
Alimento Quantidade
Bife grelhado 1 unidade
Carne cozida 1 fatia
Carne de peru tipo blanquet 15 fatias
Carne moída refogada 5 colheres (sopa)
Filé de peito de frango grelhado 1 unidade
Lingüiça de porco cozida 1 gomo
Merluza cozida 2 filés
Ovo mexido 1 unidade
Lombo assado 1 fatia
Salsicha 1 1/2
Grupo das leguminosas
Alimento Quantidade
Feijão cozido 1 concha
Grão de bico cozido 1 1/2 colher (sopa)
Lentilha cozida 2 colheres (sopa)
Soja cozida 1 colher de servir
Grupo dos óleos e gorduras
Alimento Quantidade
Azeite de oliva 1 colher (sopa)
Bacon 1/2 fatia
Manteiga 1/2 colher (sopa)
Margarina 1/2 colher (sopa)
Margarina light 1 colher (sopa)
Óleo vegetal (girassol, milho, soja, canola) 1 colher (sopa)
Grupo dos açúcares e doces
Alimento Quantidade
Açúcar mascavo 1 colher (sopa)
Açúcar refinado 1 colher (sopa)
Glucose de milho (Karo) 2 colheres (sopa)
Mel 2 1/2 colheres (sopa)

Vale destacar que a pirâmide alimentar é sobre como manter uma alimentação saudável e não para perder ou ganhar peso. Se o seu objetivo é perder peso você pode deixar de consumir os grupos dos óleos e açucares, porém é recomendável consumir a quantidade mínima de cada grupo.

Seguindo estas recomendações você não vai perder peso da maneira mais rápida possível, porém acreditamos que perderá de uma maneira bem saudável. Nós do Blog da Dieta recomendamos que se você quiser começar qualquer tipo de dieta sempre procure uma avaliação médica e de um nutricionista.

Fontes: Wikipédia, CyberDiet, minhavida

minimize-me-banner1

Gostou deste post? Leia também:

Comer é prazeroso para você?

O estresse pode causar aumento no peso

Maus hábitos alimentares durante a gestação podem passar de mãe para filho

Você se acha em forma? Então veja este vídeo

Saiba quantas calorias você pode queimar com 30 minutos de sexo

Exercício e Emagrecimento: mitos e verdades

Agora você não vai ter mais desculpas para não fazer exercícios 🙂

Propagandas, igual a alimentos pouco saudáveis

Acabou de Fazer Exercícios? Beba uma Cerveja para Hidratar

GAP Retira Números XXG das Lojas

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed

Ou receba o nosso Feed por Email


Vote no Blog clicando
no banner do topblog
Parceiros

Ajude a Divulgar
o Blog da Dieta

Blog da Dieta

Pegue o código
do banner
<a href="http://blogdadieta.com.br"
target="_blank"><img src="http://i491.
photobucket.com/albums/rr279
/alexmcosta/dieta-banner-120.jpg"
border="0" alt="Blog da Dieta"></a>
Ou se você preferir
pegue o código do link
<a href="http://blogdadieta.com.br"
target="_blank">Blog da Dieta</a>
Interessado em parcerias?
Clique aqui

Me Acompanhe no Twitter @alexmcosta

agosto 2019
S T Q Q S S D
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Grupos do Google
Blog da Dieta
Visitar este grupo
Anúncios