Posts Tagged 'obeso'

Minimize Me – Websérie – Episódio Piloto

Nossa finalmente saiu, depois de 2 semanas de atraso (ou será 3?) está ai o vídeo que eu havia prometido.

O Minimize Me vai ser uma websérie que eu vou estar colocando aqui no blog toda segunda-feira.  Nela vocês vão poder acompanhar todo o meu processo nessa luta contra o peso.

O meu objetivo com esta série é mostrar que é possível perder peso mesmo que você seja obeso desde criancinha, porém diferentemente das séries que você vê na televisão, provavelmente esta série não vai mostrar só os meus sucessos, pois todos sabemos que este processo tem altos e baixos e é esta a ideia, ser o mais real possível.

Eu decidi colocar o vídeo no site do FizTV, pois assim com a ajuda de vocês este vídeo pode ir para a televisão e assim eu acredito que mais pessoas podem ter a oportunidade de ver o vídeo.

Ao assistir, se você passar o mouse sobre o vídeo vai aparecer uma pergunta se você acha que este vídeo merece ir para televisão ou não, por isso eu peço uma ajuda para vocês clicarem no sim.

Gostaria muito de ouvir a opinião de vocês, se gostaram ou não do vídeo e quem tiver sugestões não hesitem em manda-las.  Elas podem ser feitas através dos comentários deste post ou través da página de contato.

E sem mais delongas, com vocês Minimize Me:

minimize-me-ano-1-ep1

Gostou deste post? Leia também:

2 receitas bem fáceis, rápidas e saudáveis para o lanche

Receitas Light com Sucos prontos e Concentrados

Barras de cereal – Receitas

Refeições com aproximadamente 300 calorias – parte 2

Refeições com aproximadamente 300 calorias

Minha dieta – As 3 primeiras semanas

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed

Ou receba o nosso Feed por Email

Anúncios

Eu perdi quase 55 quilos

tracey-wygalÉ difícil ver um dia em que você não irá encontrar Tracey Wygal malhando na acadêmia.

A professora Tracey Wygal com 30 anos faz 30 minutos de cardio, exercícios físicos e segue o que ela chama de uma “dieta limpa”.

Isso é uma mudança bastante drástica para uma mulher que há oito anos chegou a pesar 134 quilos.

Wygal começou a ganhar peso na adolescência. Uma dieta composta por fast-food e pouco ou nenhum exercício ajudou a adquirir os quilos extras e seu peso passou para mais de 90 quilos.

“Foi o meu primeiro ano fora do colégio, e esse número (peso), juntamente com o diagnostico que eu estava na faixa de obesos mórbidos foi muito assustador”, lembra Wygal. “Eu fui a vários médicos, para conseguir uma prescrição para medicamentos de perda de peso”.

Mas nenhum dos médicos receitou as pílulas que ela procurava. Em vez disso, um médico receitou uma dieta de 1600 calorias por dia e falou que ela precisava fazer exercícios.

Inicialmente, ela ficou chocada e se recusou a iniciar a dieta que ela pensava que era muito restritiva.  Mesmo que seu peso estava perto dos 140 quilos, ela acreditava que tinha uma boa alimentação e um estilo de vida ativo.

Mas quando ela começou a se sentir mais frustrada e o seu peso continuou a aumentar, ela finalmente decidiu que era hora de tomar controle da sua vida.

Wygal começou a anotar em um diário a quantidade de calorias que ela consumia diariamente e logo percebeu que estava comendo pior do que ela pensava.

“Fiquei espantada com quantas calorias eu estava comendo”, disse. “O diário me mostrou que eu realmente precisava prestar atenção sobre a quantidades de calorias que estava ingerindo e me ajudou a manter a minha dieta”.

Ela também começou a fazer exercícios.  No começo ela estava muito envergonhada para ir a uma academia, por isso ela comprou uma máquina elíptica e começou a treinar 15 minutos por dia em seu apartamento.

“Era tudo que eu podia fazer naquele momento. Eu não desisti”, disse ela. “Gradualmente, a minha resistência melhorou. Depois de perder cerca de 13,5 kg, eu decidi me matricular em uma academia pequena”.

Alguns meses depois, Wygal estava pronta para dar o próximo passo. Ela contratou um personal trainer e iniciou um programa de treinamento.

Em vez de se sentir intimidada, Wygal começou a gostar de fazer exercícios e as mudanças físicas que vinha acontecendo em seu corpo.  Pronto para dar o próximo passo, ela se matriculou em uma grande academia, começou a pesquisar sobre diferentes formas de exercícios e começou a fazer musculação.

Ao longo dos próximos três anos, ela perdeu 54,5 quilos e diminuiu sete números de vestido. Wygal, tem 1,77 de altura, diz que o medo de ganhar peso a motiva para manter-se fiel ao seu regime alimentar e exercícios porque ela nunca quer voltar aos 134 kg.

Agora confortável com o seu peso, ela diz que oscila entre 77 e 80 kg, Wygal malha pelo menos, cinco a seis dias por semana. Ela diz que o segredo para perder e manter o peso é ser honesto sobre o que você come, escrevendo-o e ser consistente. Ela quer que as pessoas saibam que podem perder peso, mas não há uma solução fácil.

“Isso não vai acontecer do dia para a noite”, aconselha Wygal. “Saiba que vai levar tempo, mas no final vale a pena”.

As dicas da Tracey Wygal para obter sucesso:

  1. Mantenha um diário alimentar.  Anote tudo o que comer e beber.  Calcule o total de calorias no final do dia.
  2. Seja consistente com os seus exercícios.  Crie um cronograma. Varie apenas quando for absolutamente necessário.
  3. Encontre um ginásio que acomode ao seu estilo de vida. (horários de funcionamento, opções de equipamentos, aulas oferecidas, etc.)
  4. Mude sua visão sobre a comida. Em vez de equiparar a comida com felicidade ou prazer, veja apenas como alimento ou como combustível para seu organismo continue funcionando.
  5. Seja realista em suas metas e programas. Saiba que vai levar um certo tempo para haver mudanças consideráveis, e não desista nunca!
  6. Pare de dar desculpas e faça acontecer!  Tenha a SUA SAÚDE como PRIORIDADE em sua vida.

Alabama (EUA) Multará Funcionários Públicos por Obesidade


Eles terão um ano para entrar em forma antes que os custos do seguro de saúde passem a ser cobrados

O Estado norte-americano do Alabama, que está em terceiro lugar no ranking de obesidade do país, está fechando o cerco aos funcionários públicos que estão acima do peso.

O Estado deu aos seus 37.527 funcionários um ano para ficarem em forma – ou serão multados em US$ 25 (R$ 50) por mês pelo seguro de saúde que, caso contrário, é gratuito.

O Alabama vai ser o primeiro Estado a impor uma penalidade aos trabalhadores acima do peso, de maneira que se sintam obrigados a emagrecer. Diversos outros Estados dão recompensas por comportamentos saudáveis.

O Alabama já cobra de trabalhadores que fumam – e conseguiu um certo sucesso para fazê-los parar – e agora voltou sua atenção a um problema que atrapalha muitas pessoas no sul: a obesidade.

Se os exames de saúde constatarem problemas sérios de pressão, colesterol, glicose ou obesidade, os empregados terão um ano de médicos e programas de tratamento gratuitos para reverterem a situação.

Se eles mostrarem progresso, não serão cobrados. Caso contrário, começarão a pagar pelo seguro de saúde a partir de 2011.

Nota do Blog

Acho muito interessante esta proposta do estado do Alabama, pois muita gente só vai pensar em cuidar da própria saúde quando começar a afetar o próprio bolso.

Muita pessoas vão pensar que isto é um absurdo e que é um ataque a falta de liberdade, porém temos que pensar que uma nação que tem menos obesos vai acarretar em menos gastos na saúde pública e hospitais mais vazios.

Vale ressaltar que se uma pessoa obesa tiver mostrado progresso ela não será obrigada a pagar a taxa, o que acho muito válido pois muitos obesos não conseguiriam ficar em forma dentro de 1 ano e eu me incluo neste caso.

Na minha opinião este tipo de pensamento é perfeitamente aplicável aos fumantes, pois geram mais gastos ao setor de saúde, para min o estado do Alabama está de parabéns.

Gostaria de ver estes tipos de ação no Brasil, porém a credibilidade de nossos políticos não me encoraja para lutar por uma campanha destas, pois nunca saberíamos o verdadeiro destino do dinheiro arrecadado.

Gostou deste post? Leia também:

São Francisco em Pé de Guerra contra a Coca Cola

Obesidade nem sempre faz mal à saúde, diz estudo

‘Gordura boa’ pode ser nova arma contra obesidade

Fim da Gordura Trans é Voltar à Época da Banha, diz Indústria

Apenas 1 em cada 100 pessoas conseguem perder peso através de uma dieta.

Médicos fazem alerta sobre geração de obesos no país

Los Angeles, uma cidade em dieta

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed

GAP Retira Números XXG das Lojas

A loja de roupas GAP decidiu que a partir da primavera de 2008 suas lojas nos Estados Unidos não irão ter mais a opção XXG, de acordo com um comunicado da própria empresa.

Nós decidimos de não mais oferecer o número XXG nas lojas e oferecer mais unidades nos números médios e grandes, que são nossos tamanhos mais populares…A decisão é parte de nossos esforços para controlar o inventário.

Se você usa XXG e a GAP é a sua loja favorita, você ainda tem a opção para comprar online que ainda carrega os números XXG, porém de acordo com um porta voz da empresa, a GAP vai manter a sua decisão de não oferecer estes números em suas lojas.

No geral, a maioria dos nossos clientes apreciou o fato de que nós oferecemos mais números nos tamanhos médios ou grandes em nossas lojas.

Nota do Blog

Acreditamos que esta decisão é puramente econômica e nada tem a ver com o controle de estoques em suas lojas.

Afinal uma companhia que usa e abusa do trabalho barato em países como El Salvador para fabricar suas roupas, vai querer ter o máximo de lucro possível e como uma camisa XXG usa muito mais tecido do que uma média e ambas são vendidas ao mesmo preço, não temos dúvida do porque desta decisão.

Gostou deste post? Leia também:

Apenas 1 em cada 100 pessoas conseguem perder peso através de uma dieta.

Saiba quantas calorias o seu corpo queima

BODiBEAT o mp3 player que acompanha o ritmo dos seus passos

Dietas Rápidas – [humor]

Encontrada a pílula mágica para emagrecer!!! – [humor]

Propagandas, igual a alimentos pouco saudáveis

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed

Olá…

Meu nome é Alex Costa e tenho 34 anos.  Nasci e vivi no Brasil durante 28 anos mas atualmente moro em Montreal, Canadá.
Durante minha infância era somente eu e minha mãe.  Ela trabalhava em tempo integral, portanto tínhamos uma alimentação que era bastante simples de preparar….pasta, hambúrguer, salsicha, etc.  Nós dois gostávamos (e ainda gostamos) de doces e muito por sinal.
Eu sempre fui obeso desde criança, mas não tão exageradamente, porque praticava esportes – se não fosse futebol, era tênis, kung-fu ou rugby.
Em 1998 eu fui morar na cidade de Kingston no Canadá para estudar inglês durante um período de 10 meses.  As aulas eram de manhã e tínhamos poucas atividades durante a tarde e por isso fiquei entediado em pouco tempo.  Eu comecei a freqüentar a academia, simplesmente porque não tinha outras opções e também não tinha custo adicional porque estava incluso na matrícula da escola.
Eu não tinha idéia qual era o meu peso na época, mas imagino que estava com 155 kg.  Eu nem percebi que estava perdendo peso, até num dos últimos dias do curso quando vesti minha calça jeans e percebi que precisava de um cinto porque estava caindo.  Isso me surpreendeu e me motivou.
Voltando para o Brasil, continuei me exercitando.  Comecei a freqüentar a academia perto da minha casa e fiz alguns exames.  Descobri que não estava tão mal de saúde, mas estava com 145 kg.  Eu não pensava num objetivo ou em fazer qualquer regime específico.  Minha meta  foi de fazer exercícios (cardio) diariamente por uma hora e meia e levantamento de pesos, e segui este plano durante seis meses.  Depois, adicionei natação a minha rotina.
Após um ano e meio eu pesava 125 kg.  Como este plano estava dando resultados, eu decidi mudar para uma academia mais equipada e que oferecesse atividades diferentes.  Nesta época comecei a seguir uma dieta balanceada preparada por uma nutricionista.  Como resultado, comecei a perder 5 kg por mês e cheguei a 97 kg. em menos de seis meses.  Também cheguei a ter 15% de gordura corporal …nada mal comparado com mais de 40% que tinha quando comecei dois anos atrás.  Bela conquista!
Consegui manter este peso durante dois anos e meio.  Em 2002, me mudei de volta para o Canadá e durante os primeiros seis meses consegui manter o meu peso, mas depois tudo foi ladeira abaixo.  Fiquei deprimido e comecei a engordar.  Fiquei preso  num ciclo vicioso durante três anos e cheguei a engordar tudo que tinha perdido e ainda adquiri mais alguns quilos.
Não tenho certeza quanto engordei, mas comprei uma balança que vai até 172 kg que só mostrava mensagens de erro.  Para piorar, e como resultado do excesso de peso, machuquei meu joelho.
Atualmente, ainda tenho algumas questões a resolver, mas decidi que precisava perder tudo que tinha engordado.  Esta é a razão porque eu criei este blog, eu quero mostrar que é possível perder peso através de uma alimentação saudável e exercícios, e que talvez possa ser útil a outras pessoas que estão na mesma situação.


Vote no Blog clicando
no banner do topblog
Parceiros

Ajude a Divulgar
o Blog da Dieta

Blog da Dieta

Pegue o código
do banner
<a href="http://blogdadieta.com.br"
target="_blank"><img src="http://i491.
photobucket.com/albums/rr279
/alexmcosta/dieta-banner-120.jpg"
border="0" alt="Blog da Dieta"></a>
Ou se você preferir
pegue o código do link
<a href="http://blogdadieta.com.br"
target="_blank">Blog da Dieta</a>
Interessado em parcerias?
Clique aqui

Me Acompanhe no Twitter @alexmcosta

julho 2019
S T Q Q S S D
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Grupos do Google
Blog da Dieta
Visitar este grupo
Anúncios