Posts Tagged 'risco'

Gripe Suína (Vírus H1N1)- A obesidade seria um risco a mais?

gripe-suina

Novos dados sugerem que a obesidade, especialmente extrema (IMC acima de 40), aumenta as chances de morte para as vítimas da gripe suína.

O estudo, publicado pelo Centers for Disease Control and Prevention, supervisionou dez pacientes com gripe suína em um hospital de Michigan, todos os pacientes tiveram de ser colocados em aparelhos especiais devido à gravidade da doença.

O estudo constatou que:

  • Três pacientes morreram.
  • Dois pacientes eram obesos (IMC entre um 30-40).
  • Sete dos pacientes eram extremamente obesos (IMC acima de 40), sendo responsável por duas das três mortes.

O estudo acrescenta que dados de uma pesquisa realizada na Califórnia, descobriu que a obesidade parece acrescentar um risco maior para as pessoas que estão infectadas com a gripe suína.

Os cientistas não tinham o objetivo de descobrir se obesidade foi um fator determinante na gravidade da gripe suína, a agência Reuters explica:

O estudo não foi desenhado para ver se obesidade ou qualquer outro fator representa um risco maior para a gripe. Mas, os cientistas ficaram surpreendidos ao ver que sete dos 10 pacientes eram extremamente obesos.

Ainda não é conhecida por que a obesidade parece aumentar a probabilidade de morte ou complicações graves nos casos da gripe suína, ela não é considerada um fator de risco em casos de gripe sazonal. Uma possibilidade é que devido a uma maior massa corporal, pacientes obesos necessitam de uma dose maior de Tamiflu.

A obesidade é, no entanto, uma causa conhecida para contribuir ou complicar, uma série de condições médicas, incluindo doenças cardíacas, diabetes, acidente vascular cerebral, doença de Alzheimer, e vários tipos de cancro.

Fonte: dietblog

Estudos mostram ligação entre ingestão de laticínios e Mal de Parkinson

Imagem Zsuzsanna Kiliánleite

Estudo publicado no American Journal of Epidemiology, diz que o consumo diário de laticínios, especialmente o leite, aumenta o risco do homem de desenvolver o mal de Parkinson.

Um estudo feito com 73.175 mulheres e 57.689 homens, entre 1992 e 2001, mostrou que homens que ingeriram mais produtos à base de leite, tinham 60% mais de chances de desenvolver a doença. O queijo e o iogurte mostraram-se menos perigosos que o leite em si, nesses casos.

Estudos anteriores já haviam indicado a ligação do Mal de Parkinson ao consumo de laticínios, porém o motivo desse fato ainda é desconhecido, o que se sabe é que o cálcio, a vitamina D e a gordura não são os causadores.

O risco de desenvolver a doença, em homens, aumentou proporcionalmente à quantidade de ingestão de leite, já nas mulheres, a ingestão de leite não tem ligação com a incidência da doença.

O Mal de Parkinson é disseminado e tende a afetar mais os idosos. Aproximadamente 60.000 novos casos aparecem por ano. A doença é mais comum em homens que em mulheres.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com
Gostou deste post? Leia também:

Alimentos orgânicos, escolha certa para qualidade de vida

Adoçante: Uso diário pode ser prejucial à saúde

Uma dieta rica em carne vermelha pode aumentar o risco de câncer da próstata

Baixo nível de vitamina D pode estar associado ao ganho de peso em garotas

Como amenizar a vontade de comer doces no inverno

Estudo japonês mostra que o consumo de café diminui risco de câncer de útero

Nutrição funcional pode curar doenças da tireoide

Má digestão causa sono, acne, olheiras, além de constipação intestinal e gordura localizada

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed
Ou receba as atualizações por Email
Me acompanhe pelo Twiter

Uma dieta rica em carne vermelha pode aumentar o risco de câncer da próstata

Imagem Vito Covaluccicarne-vermelha-tomates

A ligação entre câncer de próstata e o IGF-1 (hormônio que simula as ações da insulina) tem sido claramente demonstrada, graças a pesquisadores da Universidade de Oxford.

Nos estudos, foram compilados resultados de 12 pesquisas já realizadas para avaliar se existe uma ligação entre IGF-1 e o câncer de próstata. No total participaram 3.700 homens com a doença e 5.200 sem. A idade média dos participantes foi de 62 anos.

Existe uma necessidade de identificar fatores de risco para câncer de próstata, especialmente aquelas que podem ser segmentadas como terapêutica e/ou mudanças de estilo de vida.

Agora que sabemos que esses fatores estão associados à doença, podemos começar a examinar como a dieta, e estilo de vida, podem aumentar os riscos e se mudanças poderiam reduzir a chance do homem contrair a doença.

O brasileiro adora churrasco, e muitas vezes desconhece que as substâncias químicas, eliminadas quando queimado o carvão para assar a carne, são em grande parte nocivas à saúde humana e capazes de causar câncer e mutações genéticas. Além dos estudos envolvendo a carne, outros costumes do Brasil também podem aumentar o risco de câncer.

Entre outros hábitos para prevenir o câncer de próstata, eu deixo uma dica de alimentação. O tomate, além de cargas de vitamina C, é uma das mais ricas fontes de licopeno flavonoide – o que lhes confere a sua cor vermelha – e que demonstrou defender o organismo contra o câncer de próstata. Para que tenha esse efeito, é necessário o consumo de 3-4 rodelas de tomate por dia.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com
Gostou deste post? Leia também:

Baixo nível de vitamina D pode estar associado ao ganho de peso em garotas

Como amenizar a vontade de comer doces no inverno

Estudo japonês mostra que o consumo de café diminui risco de câncer de útero

Nutrição funcional pode curar doenças da tireoide

Má digestão causa sono, acne, olheiras, além de constipação intestinal e gordura localizada

Exercício e Glutamina – Metabolismo, imunidade e suplementação

Ninguém engorda por excesso de caloria

Cuide da sua saúde com o chá branco

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed
Ou receba as atualizações por Email
Me acompanhe pelo Twiter

As 12 principais causas de mortes evitáveis nos Estados Unidos. E você faz parte destes grupos?

camel-gigarros

  1. Tabagismo: 467.000 mortes.
  2. Hipertensão arterial (pressão alta): 395.000 mortes.
  3. Obesidade: 216.000 mortes.
  4. Atividade física inadequada e sedentarismo: 191.000 mortes.
  5. Alto nível de açúcar no sangue: 190.000 mortes.
  6. Colesterol elevado (LDL): 113.000 mortes.
  7. Dieta rica em sal: 102.000 mortes.
  8. Dieta contendo poucos ácidos graxos ômega-3: 84.000 mortes.
  9. Dieta rica em ácido graxo trans (gordura trans): 82.000 mortes.
  10. Álcool: 64.000 mortes.
  11. Baixa ingestão de frutas e produtos hortícolas: 58.000 mortes.
  12. Dieta baixa em ácidos gordos poli-insaturados: 15.000 mortes.

Fonte: Plos Medicine

Gostou deste post? Leia também:

Mãe gasta mais de 30.000 reais para se parecer mais como a… FILHA!!!

Médico troca carro pela bicicleta

O que é que a baiana tem?

Seria a barriga de chopp um mito?

Comer é prazeroso para você?

O estresse pode causar aumento no peso

Maus hábitos alimentares durante a gestação podem passar de mãe para filho

Uma travessia para a vida – Conheça a história de Paulo Maia

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed
Ou receba as atualizações por Email
Me acompanhe pelo Twiter

Nozes – Um alimento ideal para o lanche da tarde

Imagens SXC e Wikimedia Commons

nozes

Uma das horas mais difíceis de seguir na dieta, ao menos para mim, é a hora que bate aquela fome durante a tarde. Um dos alimentos que eu prefiro nesta hora são as nozes.

As nozes são ricas em proteínas, não possuem colesterol e possuem muitos nutrientes. Elas são o alimento vegetal que possui a maior quantidade de antioxidantes e apesar de possuírem um alto teor de gordura, as nozes possuem os melhores tipos de gordura que são a monoinsaturada ou poliinsaturada. Este tipo de gordura ajuda a combater o colesterol (LDL) e se você consumi-las regularmente, estará diminuindo o risco de doenças cardiovasculares.

Mas qual será a quantidade certa?

Um dos problemas que eu tenho com as nozes é de saber qual é a quantidade ideal, e sempre quando eu vejo uma matéria sobre este alimento a quantidade sugerida é a de um punhado.  O único problema é que eu sou um cara grande (1,83m) e o meu punhado cabe muita noz, principalmente quando estou com fome.

Depois de muito pesquisar na net, eu acabei encontrando em diversas matérias que a quantidade ideal é de 28 gramas, porém eu não tinha a minima ideia de quantas nozes cabem em 28 gramas.  Para saber a quantidade certa de nozes que cabe em 28 gramas eu achei um site bem interessante que se chama Nutrion Data e lá eu acabei encontrando a informação que eu queria e acabei montando uma pequena tabela com as principais informações de algumas nozes.

Tabelas

nozes-valor-nutricional1

castanha-do-para-valor-nutricional1

castanha-de-caju-valor-nutricional1

amendoas-valor-nutricional1

Tenha em mente que este quadro é um valor aproximado pois as nozes podem variar de peso.

Gostou deste post? Leia também:

3 dicas de como controlar os seus desejos por doces, salgadinhos ou qualquer outro tipo de alimento que venha atrapalhar o seu regime

Pare de beliscar – 5 dicas saudáveis para você fazer uma boa escolha no lanche

Os 6 erros mais comuns que os pais fazem ao alimentar seus filhos

Qual é o estado de um hambúrguer do McDonald’s depois de 12 anos?

7 Alimentos que você deveria comer todos os dias

Ácido fólico reduz risco de Mal de Alzheimer, afirma estudo

Aprenda a ler o rótulo

Qual é o seu alimento?

Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed

Ou receba o nosso Feed por Email


Vote no Blog clicando
no banner do topblog
Parceiros

Ajude a Divulgar
o Blog da Dieta

Blog da Dieta

Pegue o código
do banner
<a href="http://blogdadieta.com.br"
target="_blank"><img src="http://i491.
photobucket.com/albums/rr279
/alexmcosta/dieta-banner-120.jpg"
border="0" alt="Blog da Dieta"></a>
Ou se você preferir
pegue o código do link
<a href="http://blogdadieta.com.br"
target="_blank">Blog da Dieta</a>
Interessado em parcerias?
Clique aqui

Me Acompanhe no Twitter @alexmcosta

junho 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Grupos do Google
Blog da Dieta
Visitar este grupo